POESIAS EM FOCO

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

SEM ALGEMAS

Quero singrar tresloucadamente
Nas curvas pecaminosas do teu corpo,
Dedilhar faminto nesse universo
Carnal que tanto me faz delirar
em sonhos.
Quero arraigar-me no ápice dos teus
Íntimos desejos, e sem vislumbre
Viver esse mundo real, onde os
Devaneios serão execrados.
Quero sem as algemas do medo, falar
Dos dessabores que vivi, falar dos
Temores que ladeavam meus dias de
Esperas, agora refreadas com a
Sua presença.

6 comentários:

  1. Amigo! Lindamente bela e sensual a tua poesia!
    Amei!!! Carinhos... Abraços

    ResponderExcluir
  2. Um belo poema cheio de sensualidade.No amor não pode ter algemas, o amor é livre, sem barreiras.Genial.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Belo poema.
    Gostei muito daqui, já te sigo.
    Vai conhecer meu blog www.odeliriodabruxa.blogspot.com
    Beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  4. Amigo, olha eu aqui de novo! Vim te desejar
    um ótimo final de semana e te deixar um
    abraço... Carinhos... Paz e luz

    ResponderExcluir
  5. Linda essa poesia !

    Bjo e obrigada pelo carinho da visita ...

    ResponderExcluir
  6. Amigo, estou te deixando aqui
    uma chuvinha de carinhos pra
    regar teu coração, viu?
    Paz e Luz... Bjsss

    ResponderExcluir