POESIAS EM FOCO

segunda-feira, 7 de maio de 2012

CONTANDO O TEMPO



CONTANDO O TEMPO

***

Enquanto meus tímidos passos cambaleiam
Nas veredas árduas e solicitas do meu existir;
Ainda posso vislumbrar no fusco do meu viver
A*ampulheta preguiçosa a remoer auroras idas.

***



Um comentário:

  1. Eis, um momento de contemplação...
    Beijos,

    ResponderExcluir